Fale Conosco

Doação de Embriões

A doação de embriões é um ato altruísta de pacientes que fizeram fertilização in vitro. Geralmente são gerados embriões excedentes que são congelados para serem utilizados caso a paciente não engravide na primeira tentativa a fresco ou caso queira outro filho. Algumas vezes , a paciente ( ou casal) não deseja mais filhos e a doação é uma opção.

Isso tudo é permitido pelo CFM.

Quem pode doar embriões? Casais onde a mulher tenha até 35 anos e o homem até 50 anos, que tenham um histórico genético saudável , ausência de doenças sexualmente transmissíveis e que conheçam suas famílias  (pais, avós, tios de primeiro grau e irmão(s) ).

De acordo com a Legislação Vigente o casal que optar por doar seus embriões deverão repetir os exames de HIV,  hepatite B e C,  sífilis, HTLV , Zika vírus, em um prazo nunca inferior a 180 dias da data do congelamento .

Da mesma forma que a doação de gametas , a doação de embriões não tem caráter comercial.

Será mantido, obrigatoriamente, o sigilo sobre a identidade dos doadores de embriões, bem como dos receptores. Em situações especiais, informações sobre os doadores, por motivação médica, podem ser fornecidas exclusivamente para médicos, resguardando-se a identidade civil do casal doador.

A escolha dos doadores é feita por uma equipe responsável pelo Banco de Embriões e  do médico assistente. Dentro do possível, deverá garantir que o(a) doador(a) tenha a maior semelhança fenotípica e a máxima possibilidade de compatibilidade com a receptora.

Uma amostra de material biológico do casal doador deverá ser mantido na clínica por tempo indeterminado.